Retail First - Possíveis transformações na cadeia de alimentos e restaurantes em 2020
  1. Home
  2. JORNADA DE COMPRA
  3. Possíveis transformações na cadeia de alimentos e restaurantes em 2020

Retail First - Grupo Toolbox

Grupo Toolbox

Postado em 24/06/2020

Número de likes do Artigo Possíveis transformações na cadeia de alimentos e restaurantes em 2020 0

Número de Visualização do Artigo Possíveis transformações na cadeia de alimentos e restaurantes em 2020 139

Número de Comentários do Artigo Possíveis transformações na cadeia de alimentos e restaurantes em 2020 0

As vulnerabilidades da cadeia produtiva de alimentos estão mais expostas do que nunca graças a pandemia. Mão de obra reduzida, maiores dificuldades na logística do transporte de alimentos e a relutância ou insegurança dos consumidores em sair de suas casas para encontrar tais produtos são apenas algumas das dificuldades encontradas por este mercado. Como resultado destas dificuldades, mais de 3 milhões de consumidores britânicos adquiram vegetais e outros produtos orgânicos direto de seus produtores pela primeira vez, e movimentos similares também foram registrados na França e na Alemanha.

A adoção de um modelo de negócios cada vez mais voltados para a necessidade dos consumidores em um nível individual é um importante passo para a difusão de práticas da chamada agricultura regenerativa. Algumas empresas como a Steward, empresa de “Crowdfarming”, onde pessoas podem investir em pequenos agricultores e ajudá-los a expandir seus negócios e receber uma parcela dos lucros em troca, perceberam essas tendências e buscam capitalizar nas oportunidades recém-surgidas.

Essa nova relação entre os consumidores e alimentos também afetou profundamente o modelo de negócios de restaurantes através da Europa e dos Estados Unidos. A venda de ingredientes tipicamente utilizados nos pratos mais famosos do restaurante tornaram-se uma adição comum aos itens comercializados, assim como outras mercearias, assumindo um modelo de varejo mais adequado às necessidades do novo consumidor, onde praticidade e segurança são motivadores ainda mais fortes.
Fonte: The Future: 100 – Wunderman Thompson Intelligence

Você gostou desse artigo?

Você gostou desse artigo?

DEIXE SEU COMENTÁRIO

MATÉRIAS RELACIONADAS